Talipariti pernambucense (Arruda) Bovini

Talipariti pernambucense ou hibisco-do-mangue

Talipariti pernambucense (Arruda) Bovini é um arbusto da família botânica Malvaceae. Chega a atingir cerca de 3 m de altura e está presente nos mangues de toda costa brasileira. Possui como sinonímia botânica Hibiscus pernambucensis Arruda. Pelo fato das flores serem muito semelhantes a flores de hibisco, é popularmente conhecido por hibisco-do-mangue. É chamado ainda de guanxuma-do-mangue ou algodoeiro-do-mangue, este último pela semelhança com Talipariti tiliaceum (L.) Fryxell.

Em geral as flores de hibiscos são muito bonitas e as dessa espécie não seriam diferentes. Embora não seja mais pertencente ao gênero Hibiscus, não deixa de ser um hibisco. Nos exemplares que fotografei em Ubatuba – SP, observei a ocorrência tanto de flores de cor amarela quanto de cor alaranjada, como pode ser visto nas imagens que ilustram esse artigo.

Talipariti pernambucense (Arruda) Bovini

Flor amarela de Talipariti pernambucense (Arruda) Bovini em Ubatuba, São Paulo.

Embora haja controvérsia taxonômica na existência de Talipariti pernambucense como espécie, uma vez que ela também é considerada uma variedade de Talipariti tiliaceum (Talipariti tiliaceum var. pernambucense), a considero aqui como espécie, com base nesse artigo e na lista de espécies da flora do Brasil de 2012Tilipariti tiliaceum é uma planta arbórea que, além de não ocorre naturalmente no Brasil, se estabelece em ambientes com solos arenosos, por isso o nome de algodoeiro-da-praia. Já Tilipariti pernambucense é associada a ambientes fluviomarinhos (mangues), daí o nome hibisco-do-mangue.

Tilipariti pernambucense tem ampla ocorrência geográfica, sendo distribuída desde o estado estadunidense da Flórida até o Rio Grande do Sul, sempre associada a ambientes fluviomarinhos, principalmente em locais com menor saturação hídrica e de salinidade do que aquele dos manguezais propriamente ditos.

Talipariti pernambucense

Talipariti pernambucense (Arruda) Bovini ou hibisco-do-mangue, em Ubatuba, São Paulo.

Uma característica bastante interessante do hibisco-do-mangue, segundo este artigo, é de ela possuir mirmecofilia defensiva. Ou seja, ela fornece algum atrativo para formigas, as quais defendem a planta de ataques de outros insetos ou predadores. No caso de Talipariti pernambucense, ela fornece néctar para as formigas a partir de nectários extra-florais (NEFs).